Sindicatos cobram piso salarial para enfermeiros

Notícia

O Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Maringá (Sinteemar) e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Maringá (Sismmar) promoveram na manhã desta quinta-feira (13/5) o evento: “um grito pela enfermagem”.

Em forma de carreata, os manifestantes saíram defronte do Hospital Universitário de Maringá e percorreram as principais ruas e avenidas do Município para mostrar o descontentamento da categoria, com relação as condições de trabalho, tanto financeira, quanto operacional.

A classe pede que seja implantado, urgentemente, um piso salarial para toda a categoria que está na linha de frente do controle à pandemia de Covid. O grupo pede também a implantação da carga de 30 horas semanais. O ato: Um grito pela enfermagem serviu para marcar o Dia Internacional do Profissional da Enfermagem, transcorrido no dia 12 de maio.

O Projeto de Lei 2564/2020, que estabelece o Piso Salarial para a profissão, aguarda votação no Senado, após parecer favorável da senadora Zenaide Maia (Pros-RN). O PL de senador Fabiano Contarato estabelece um piso R$ 7.315,00 para enfermeiros, correspondendo a uma jornada de 30 horas semanais. Para os técnicos e auxiliares de Enfermagem o piso seria, respectivamente, de 70% (R$ 5.120,50) e 50% deste valor (R$ 3.657,50).

Alterar o tamanho da fonte