Informe Urgente!
GREVE NAS UNIVERSIDADES PODE ACONTECER A QUALQUER MOMENTO
28/08/2012

Conforme já divulgado, no dia 27 de agosto, as entidades sindicais se reuniram com o secretário da SETI, Alípio Leal, para continuar o processo de negociação do PCCS dos técnicos (PCCS-T). O secretário começou dizendo que na terça-feira, 21, a Seti e a Seap se reuniram para discutirem o plano de carreira dos servidores técnicos.

A reunião foi um verdadeiro desastre. Além de não apresentar nada de concreto, o secretário apenas informou que o governo não tem como implantar o PCCS-T ainda este ano. Os representantes sindicais cobraram do secretário uma posição mais concreta e disseram que diante do contexto a greve será inevitável. O secretário apresentou alguns pontos que ele julgou importante para a construção de uma proposta final:

1º – A mensagem precisa ser enxuta.

2º – Disse que solicitaram as IEES que enviassem cópia das folhas de pagamento dos meses de julho e agosto, mas que receberam até o momento a de julho.

3º – Que foi solicitado aos reitores que não implantassem nenhuma promoção ou progressão até a implantação da carreira.

4º – Falou que solicitou à SEAP que atualizasse o valor da Gratificação de Saúde – GAS em 14%, conforme ocorreu com a saúde.

5º – O secretário pediu para que as IEES diminuíssem o volume de horas extras e TIDE para técnico, dizendo que os valores estão muito altos.

6º – Argumentou que a nova proposta acresce a folha de pagamento das IEES em 8 a 9 milhões.

7º – Disse que a minuta precisa ir para a PGE, PLANEJAMENTO, FAZENDA, SETI SEAP e finalmente para a CASA CIVIL, para então ser enviada à Assembleia Legislativa.

8º – Trabalharão com fases e não prazos. Disse que a minuta de lei deverá estar pronta até o dia 20 de setembro, para ser enviada à Assembleia no final de setembro e início de outubro.

9º – A implantação da proposta ocorrerá até março de 2013.

10º – Propôs reunião a cada 10 dias para acompanhamento dos trabalhos.

Os sindicalistas não concordaram com a fala do secretário e deixaram bem claro que irão para a greve. Também disseram que demonstraram boa vontade em negociar até agora e que não entendiam os pontos apresentados como uma proposta do governo. Na opinião de todos os presentes o governo está enrolando a categoria. As entidades sindicais deliberaram por fazer assembleias ainda esta semana para retomarem o indicativo de greve.

E não se esqueçam!

Dia 30, às 8 horas, quinta-feira, tem assembleia no RU.
Pautas:
1) Apresentação do resultado da reunião que foi realizada no dia 27 de agosto, segunda-feira, em Curitiba, com os representantes do governo no Estado e encaminhamentos;
2) Informes gerais.

Participem! Juntos somos mais fortes!


Ultimas Notícias
Professores da Universidade Estadual de Maringá paralisam atividades reivindicando melhores condições de trabalho e salários

Diretório Acadêmico dos Estudantes da UEM vai apurar responsabilidade por fogo em barricada em portão da Universidade

 
 
Rua Prof. Itamar Orlando Soares, 357 - Jardim Universitário - Maringá - Pr
44.3225-1611
Acessos: 5026130